[Livro em pré-venda: Envio a partir de 10 de julho]

Título: Entrevistas imprevistas: Surpresa e criatividade em história oral
Organizadores: Miriam Hermeto e Ricardo Santhiago
Ano: 2022
ISBN: 978-65-86903-25-6
Formato: 16x23 cm
Páginas: 352

 

_ Sinopse _

É possível dizer que uma entrevista de história oral “dá errado”? O que isso significa? E o que fazer nesses casos? "Entrevistas imprevistas: Surpresa e criatividade em história oral" traz o inesperado para o centro da cena e promove uma reflexão coletiva sobre a prática da história oral a partir de encontros que produziram resultados imprevistos e dados que, por razões variadas, provocaram estarrecimento e dúvida. Os autores que contribuem com este volume – em diferentes estágios de suas carreiras, desde jovens pesquisadores a figuras de referência na área – relatam e analisam meticulosamente as surpresas que encontraram ao coletar narrativas pessoais por meio de entrevistas longas e abertas. De forma teoricamente informada, mas com uma linguagem envolvente, o livro é endereçado a todos que se interessem por aprender mais sobre as complexas relações intersubjetivas que surgem durante a pesquisa narrativa e participativa.

 

_ Conteúdo _

Prefácio, Mercedes Vilanova

Introdução, Miriam Hermeto e Ricardo Santhiago

PARTE 1 – ROMPENDO O SILÊNCIO: O IMPREVISTO COMO IRRUPÇÃO
A história desconhecida do meu avô, Luiza Porto
Florence Richard, violência sexual na infância e o que há de perturbador na história local, Steven High
Um presente inesperado: história oral e a documentação do Michfest, Ann Cvetkovich
Comentário:  A elaboração do vivido, Ana Maria Mauad

PARTE 2 – ENTRE MENTIRAS E MEIAS VERDADES: O IMPREVISTO COMO FALSEAMENTO
“Mentiras sinceras me interessam”: potências do falso em história oral, Heliana de Barros Conde Rodrigues
Lembranças acesas e outros olhares sobre antigas entrevistas orais, Lívia Nascimento Monteiro
A peça imperdível que tanta gente encenou: um mosaico de (falsas) memórias, Miriam Hermeto
A história de amor que nunca existiu, Ricardo Santhiago
Comentário: Os restos, suas formas inusitadas e o gesto de catar: reencontros com entre-vistas, Luciana Kind

PARTE 3 – ROTAS DE DESVIO: O IMPREVISTO COMO OPERAÇÃO DA MEMÓRIA
“Quem andou no meu carro? Qual a conclusão sua? Jesus!”: subversões e deslocamentos na releitura de uma entrevista, Luciana Heymann e Verena Alberti
Sobre os restos: metabolizando as excrescências da memória, Daisy Perelmutter
O imprevisto na utilização de entrevistas de segunda mão: José Sebastião Witter e o projeto Memória do Futebol do Museu da Imagem e do Som em São Paulo (1981-1984), Bernardo Borges Buarque de Hollanda e Raphael Rajão Ribeiro
Comentário: Revisitando as fontes orais: o imprevisto e o esperado na práxis da História Oral, Jorge E. Aceves Lozano

PARTE 4 – A RESPOSTA É UM OUTRO TEMA: O IMPREVISTO COMO GERADOR
Procurando heróis, encontrei-me com trabalhadores comuns: uma comunidade operária na ditadura argentina, Camillo Robertini
Os vários caminhos da memória: reflexões sobre a experiência de entrevistas com moradores da Serra do Caparaó, Plínio Ferreira Guimarães
“Tudo já foi dito”: encontros surpreendentes na Irlanda, Dieter Reinisch
Comentário: A resposta não é apenas outro tema – é também outro conjunto de questões, Linda Shopes

PARTE 5 – NADA ALÉM DE SURPRESAS: O IMPREVISTO COMO UM DADO
O caso do bandido desconcertante, Indira Chowdhury
Da entrevista estruturada às sensobiografias geracionais: trauma e biografias orais de três gerações de mulheres de uma família, Regina Helena Alves da Silva e Leylianne Alves Vieira
“Nossa universidade”, “nossa categoria”: o caso Irany e as tensões das memórias, Iara Souto Ribeiro da Silva
Comentário: A história oral como cultura dos pesquisadores, Gabriel Amato

PARTE 6 – CAMINHOS E ABERTURAS: O IMPREVISTO COMO MÉTODO
Ser paulistana, pesquisar a cena cosplay, escutar jovens geeks em Beagá, Mônica Rebecca Ferrari Nunes
O nada, o inesperado, o medo: erros das entrevistas e vida na rua, Joana Barros
Classificação étnica e trauma durante o genocídio em Ruanda, Philippe Denis
O luto como imprevisto: reflexões a partir da cosmopolítica indígena Xakriabá, Juliana Ventura de Souza Fernandes
Comentário: Como enfrentamos o imprevisto? Práticas constitutivas do método da história oral, María Laura Ortiz

Posfácio: À espera do inesperado, Alessandro Portelli

Referências

Autoras e autores

 

_ Sobre os autores _

MIRIAM HERMETO é doutora em História (UFMG, 2010), professora do Departamento de História e do Programa de Pós-Graduação em História da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). É autora de trabalhos sobre história oral e memória, história do Brasil contemporâneo e história pública.

RICARDO SANTHIAGO é doutor em História Social (USP, 2013), professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). É autor de diversos trabalhos sobre história oral e memória, história pública e cultura brasileira. Bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq.

[Pré-venda] Entrevistas imprevistas: Surpresa e criatividade em história oral - Miriam Hermeto e Ricardo Santhiago

R$56,00 R$46,00
[Pré-venda] Entrevistas imprevistas: Surpresa e criatividade em história oral - Miriam Hermeto e Ricardo Santhiago R$46,00

[Livro em pré-venda: Envio a partir de 10 de julho]

Título: Entrevistas imprevistas: Surpresa e criatividade em história oral
Organizadores: Miriam Hermeto e Ricardo Santhiago
Ano: 2022
ISBN: 978-65-86903-25-6
Formato: 16x23 cm
Páginas: 352

 

_ Sinopse _

É possível dizer que uma entrevista de história oral “dá errado”? O que isso significa? E o que fazer nesses casos? "Entrevistas imprevistas: Surpresa e criatividade em história oral" traz o inesperado para o centro da cena e promove uma reflexão coletiva sobre a prática da história oral a partir de encontros que produziram resultados imprevistos e dados que, por razões variadas, provocaram estarrecimento e dúvida. Os autores que contribuem com este volume – em diferentes estágios de suas carreiras, desde jovens pesquisadores a figuras de referência na área – relatam e analisam meticulosamente as surpresas que encontraram ao coletar narrativas pessoais por meio de entrevistas longas e abertas. De forma teoricamente informada, mas com uma linguagem envolvente, o livro é endereçado a todos que se interessem por aprender mais sobre as complexas relações intersubjetivas que surgem durante a pesquisa narrativa e participativa.

 

_ Conteúdo _

Prefácio, Mercedes Vilanova

Introdução, Miriam Hermeto e Ricardo Santhiago

PARTE 1 – ROMPENDO O SILÊNCIO: O IMPREVISTO COMO IRRUPÇÃO
A história desconhecida do meu avô, Luiza Porto
Florence Richard, violência sexual na infância e o que há de perturbador na história local, Steven High
Um presente inesperado: história oral e a documentação do Michfest, Ann Cvetkovich
Comentário:  A elaboração do vivido, Ana Maria Mauad

PARTE 2 – ENTRE MENTIRAS E MEIAS VERDADES: O IMPREVISTO COMO FALSEAMENTO
“Mentiras sinceras me interessam”: potências do falso em história oral, Heliana de Barros Conde Rodrigues
Lembranças acesas e outros olhares sobre antigas entrevistas orais, Lívia Nascimento Monteiro
A peça imperdível que tanta gente encenou: um mosaico de (falsas) memórias, Miriam Hermeto
A história de amor que nunca existiu, Ricardo Santhiago
Comentário: Os restos, suas formas inusitadas e o gesto de catar: reencontros com entre-vistas, Luciana Kind

PARTE 3 – ROTAS DE DESVIO: O IMPREVISTO COMO OPERAÇÃO DA MEMÓRIA
“Quem andou no meu carro? Qual a conclusão sua? Jesus!”: subversões e deslocamentos na releitura de uma entrevista, Luciana Heymann e Verena Alberti
Sobre os restos: metabolizando as excrescências da memória, Daisy Perelmutter
O imprevisto na utilização de entrevistas de segunda mão: José Sebastião Witter e o projeto Memória do Futebol do Museu da Imagem e do Som em São Paulo (1981-1984), Bernardo Borges Buarque de Hollanda e Raphael Rajão Ribeiro
Comentário: Revisitando as fontes orais: o imprevisto e o esperado na práxis da História Oral, Jorge E. Aceves Lozano

PARTE 4 – A RESPOSTA É UM OUTRO TEMA: O IMPREVISTO COMO GERADOR
Procurando heróis, encontrei-me com trabalhadores comuns: uma comunidade operária na ditadura argentina, Camillo Robertini
Os vários caminhos da memória: reflexões sobre a experiência de entrevistas com moradores da Serra do Caparaó, Plínio Ferreira Guimarães
“Tudo já foi dito”: encontros surpreendentes na Irlanda, Dieter Reinisch
Comentário: A resposta não é apenas outro tema – é também outro conjunto de questões, Linda Shopes

PARTE 5 – NADA ALÉM DE SURPRESAS: O IMPREVISTO COMO UM DADO
O caso do bandido desconcertante, Indira Chowdhury
Da entrevista estruturada às sensobiografias geracionais: trauma e biografias orais de três gerações de mulheres de uma família, Regina Helena Alves da Silva e Leylianne Alves Vieira
“Nossa universidade”, “nossa categoria”: o caso Irany e as tensões das memórias, Iara Souto Ribeiro da Silva
Comentário: A história oral como cultura dos pesquisadores, Gabriel Amato

PARTE 6 – CAMINHOS E ABERTURAS: O IMPREVISTO COMO MÉTODO
Ser paulistana, pesquisar a cena cosplay, escutar jovens geeks em Beagá, Mônica Rebecca Ferrari Nunes
O nada, o inesperado, o medo: erros das entrevistas e vida na rua, Joana Barros
Classificação étnica e trauma durante o genocídio em Ruanda, Philippe Denis
O luto como imprevisto: reflexões a partir da cosmopolítica indígena Xakriabá, Juliana Ventura de Souza Fernandes
Comentário: Como enfrentamos o imprevisto? Práticas constitutivas do método da história oral, María Laura Ortiz

Posfácio: À espera do inesperado, Alessandro Portelli

Referências

Autoras e autores

 

_ Sobre os autores _

MIRIAM HERMETO é doutora em História (UFMG, 2010), professora do Departamento de História e do Programa de Pós-Graduação em História da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). É autora de trabalhos sobre história oral e memória, história do Brasil contemporâneo e história pública.

RICARDO SANTHIAGO é doutor em História Social (USP, 2013), professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). É autor de diversos trabalhos sobre história oral e memória, história pública e cultura brasileira. Bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq.