Trilhos de modernidade: Memórias e educação urbana dos sentidos - Maria Sílvia Duarte Hadler

R$38,00

Conheça nossas opções de frete

Título: Trilhos de modernidade: Memórias e educação urbana dos sentidos
Autora: 
Maria Sílvia Duarte Hadler
Ano: 2018
Preço: R$ 40,00
ISBN: 978-85-93467-12-7
Formato 16x23 cm, 288 páginas

 

Sinopse _

As relações entre memória e modernidade, modernidade e educação urbana dos sentidos permeiam este livro. A partir de memórias esparsas e difusas, encontradas no presente – situadas desde o final do século XIX até a contemporaneidade – carregadas, em sua maior parte, de nostalgia e romantismo, problematiza-se as relações entre presente e passados contidas nestas memórias. O bonde foi percebido como um artefato culturalmente significativo, expressando, em sua movimentação pela cidade e nas relações diversas com seus habitantes ao longo do tempo, traços significativos do avanço da modernidade. Momentos significativos no longo trajeto histórico-cultural percorrido pelos bondes na cidade de Campinas são abordados: seu surgimento, implantação e consolidação no cenário urbano, como um dos ícones da modernidade capitalista por um lado, e por outro, a extinção de sua circulação pela cidade, agora como símbolo da obsolescência, no contexto de um avanço mais intenso da modernidade.

 

Conteúdo _

Prefácio

Prólogo

Parte I - Bondes numa cidade que se pretende moderna

Ato primeiro - Avanços da modernidade
Momentos inaugurais
Visões modernas que se anunciam
Movimentos e ritmos urbanos

Ato segundo - Modernidade urbana em novos compassos
Cenários de trilhos elétricos
Querelas e tensões por entre fogos de artifício
Redesenhando relações no espaço urbano
Ritmos diversos atravessando os trilhos dos bondes
Experiências/vivências urbanas e educação das sensibilidades
 
Parte II - De símbolo de progresso a símbolo de obsolescência

Ato terceiro - Cenários de uma morte anunciada
Ressignificações do moderno
Em compasso empresarial
Imagens de uma cidade que se deseja metrópole
O bonde perdeu hora
Que joguem flores quando os bondes passarem

Ato quarto - Memórias e histórias urbanas
Experiência e memória
Luto e resistência
Um passeio diversificado por fragmentos de memórias
Memória visual e educação das sensibilidades
Discutindo sobre memórias

Epílogo?

Referências

 

Sobre a autora_

MARIA SÍLVIA DUARTE HADLER é pesquisadora do Centro de Memória-Unicamp (CMU), onde coordena o grupo de pesquisa Kairós: Educação das Sensibilidades, História e Memória. É bacharel e licenciada em Ciências Sociais, mestre em Ciência Política e doutora em Educação na área de Educação, Conhecimento, Linguagem e Arte pela Universidade Estadual de Campinas. Desenvolve pesquisas ligadas às relações entre modernidade, cultura urbana, memória e sensibilidades, e também tem trabalhado com questões relativas ao ensino de história. 

Compartilhar: