Chegaram as caravelas - Alice Beatriz da Silva Gordo Lang e Maria Christina de Souza Siqueira Campos

R$40,00

Conheça nossas opções de frete

Título: Chegaram as caravelas: Portugueses em São Paulo
Autoras: 
Alice Beatriz da Silva Gordo Lang, Maria Christina Siqueira de Souza Campos
Ano: 2018
Preço: R$ 40,00
ISBN: 978-85-93467-09-7
Formato: 16x23 cm
Páginas: 184

 

Sinopse _

Em 21 de abril de 1500, a esquadra de Pedro Álvares Cabral chegou a esta terra depois chamada Brasil, descrita pelo escrivão Pero Vaz de Caminha e colonizada por Portugal. No Brasil independente, os portugueses que chegavam ao Brasil eram considerados estrangeiros. Vinham como imigrantes. A comunidade portuguesa é numerosa e atuante na cidade de São Paulo. Imigrantes provenientes de diferentes regiões criaram instituições em variados setores: saúde, comércio, esportes, lazer, religião. A história dessas instituições – e das pessoas que atuaram e atuam em sua criação e consolidação – é contada em entrevistas de história oral presentes neste livro. Fontes escritas, documentos e imagens complementam as narrativas e permitem situar a comunidade em seu tempo. Os relatos revelam como se integraram na cidade e mostram a ambiguidade que reveste o sentimento de identidade dos portugueses em São Paulo. Faz-se necessário dar à comunidade o devido mérito pela contribuição ao desenvolvimento da metrópole paulistana. A imagem das caravelas permanece como símbolo forte da identidade coletiva dos imigrantes, presente em narrativas, denominações e logotipos de instituições e empresas da comunidade hoje luso-brasileira. As caravelas vieram para ficar.

 

Conteúdo _

1. Primeiras palavras
2. Delineamento histórico
3. Portugueses em São Paul
4. A comunidade portuguesa de São Paulo
5. Outros estudos
6. Considerações finais
7. Referências

 

Sobre as autoras _

ALICE BEATRIZ DA SILVA GORDO LANG é Doutora em Sociologia pela Universidade de São Paulo e licenciada em Filosofia pelo Instituto “Sedes Sapientiae da PUCSP.  É pesquisadora do Centro de Estudos Rurais e Urbanos (NAP-CERU/USP). Recebeu o Prêmio Nelson Palma Travassos no I Concurso sobre História de São Paulo da Academia Paulista de Jornalismo. Foi Vice-Presidente e é membro do Conselho Técnico-Científico da Associação Brasileira de História Oral (ABHO). Participou de diretorias do Centro de Estudos Rurais e Urbanos, dirigiu a revista Cadernos CERU, a coleção Textos CERU e a revista História Oral, da ABHO. Tem pesquisas e publicações nas áreas de sociologia política, sociologia da família, imigração, religião e metodologia de pesquisa.

MARIA CHRISTINA SIQUEIRA DE SOUZA CAMPOS é socióloga e Professora Emérita da Universidade de São Paulo. Fez doutorado na Universidade de Duisburg (Alemanha). Foi professora associada do Departamento de Economia da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto da USP, onde atualmente é professora Colaboradora Sênior. Foi professora titular da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Atualmente é diretora-presidente do Centro de Estudos Rurais e Urbanos (NAP-CERU/USP). Tem diversos trabalhos publicados nas áreas da Sociologia da Educação, da Família, de Gênero, da Imigração, e sobre metodologia de pesquisa, em especial sobre a História Oral.

Compartilhar: